O Melhor do SPFW Inverno 2016

spfw-inverno-2016O maior evento de moda nacional chega à sua 40ª edição! Uhuuuu… São 20 anos, e com o tema “Do princípio ao início“, o evento só têm o que celebrar! O SPFW colocou o Brasil no circuito da moda mundial, o que é muito importante para todos nós, pois temos nossa cultura respeitada e valorizada. Nessa temporada as grifes nacionais apresentaram suas principais apostas para a estação mais fria, vêm comigo conferir o que achei de mais bacana na temporada de inverno do SPFW.

O 1º Dia foi só dele, Alexandre Herchcovitch apresentou sua coleção feminina direto da sede da Prefeitura de São Paulo, após décadas o estilista mantém sua elegância, cada vez mais refinada. E nessa coleção, Herchcovitch revê com maestria e maturidade suas arte, utilizando matéria primas de máxima qualidade, sempre com sua ousadia e a criatividade.

spfw-inverno-2016-Alexandre-Herchcovitch

Já no 2º Dia tivemos os desfiles de Animale, Uma Raquel Davidowicz, Ronaldo Fraga e Lilly Sarti que foi a minha escolhida. Pra quem gosta de misticismo e dark, a coleção esta perfeita. couro, camurça, tricôs abertos, chamois e pelúcias que esvoaçam mais do que esquentam. Acho chic, fino e glamuroso.

spfw-inverno-2016-lilly-sarti

O 3º Dia contou com os desfiles da Vitorino Campos, Iódice, GIG Couture, João Pimenta, PatBo e Ellus! Esse dia foi mágico, como não se apaixonar pela coleção do João Pimenta, um dos meus preferidos! Como agora o foco do João é o ateliê, à alfaiataria, o sob medida feito a portas fechadas e horário marcado, prometo que vou entrar naquelas dietas ferrenhas e ainda vou entrar em uma roupa da grife dele! 🙂
Coleção linda que mistura com matéria-prima de alfaiate com modelagem de rua.

spfw-inverno-2016-joao-pimenta

Patricia Bonaldi que lidera a marca PatBo, apresentou com maestria o bordado em sua coleção, cordas de seda e algodão deu o ponta pé inicial. Adorei as peças Black & White, os efeitos das tramas e a construção/desconstrução das peças.

spfw-inverno-2016-patbo

A Ellus é esperta! Assim que a primeira modelo desapontou na passarela logo me veio em mente a label Moschino! Não tão colorida quanto, mas com quase a mesma tipologia da marca italiana. Os jovens da Ellus vão voltar para os anos 90, top com barriga de fora, jogging jeans, emborrachados, preto e branco versus cores bold, prateados, logomania e etc.

spfw-inverno-2016-ellus

Já o 4º Dia do SPFW, tivemos os desfiles da Reinaldo Lourenço, Samuel Cirnansck, Apartamento, a estreia da mineira Coven e Hêlo Rocha. Bom, Reinaldo já tem rei até no nome e dispensa comentários. Como sempre, coleção impecável! Inspirada em suas viagens para Portugal, sr. Loureço fez uso do veludo, renda e point d’esprit.

spfw-inverno-2016-reinaldo-lourenço

As mulheres da Hêlo Rocha são poderosas, e a coleção tem base de couro, com foco no píton, e o preto, branco e vermelho. Misturando texturas com bordados, aplicações, recortes e rendas, simplesmente um arraso! Salve para Hêlo! 😀

spfw-inverno-2016-helo-rocha5º Dia ficou com Lethicia para Riachuelo, Gloria Coelho, Fernanda Yamamoto, Juliana Jabour, Lolitta, Lino Villaventura e Osklen. Quando vi a coleção da Jabour lembrei loga da Kylie Minogue, coleção super 80′, carregadíssima, grafiquíssima, cheia de informações e volumes e sobreposições e silhuetas.

spfw-inverno-2016-juliana-jabour

Lolita Hannud trouxes as armaduras medievais para sua coleção de inverno, e ficou lindo! #Adorei.

spfw-inverno-2016-lolitta

O 6º Dia, e último, Giuliana Romanno, Patricia Viera, Wagner Kallieno, Ratier, Colcci e Amapô. Fiquei surpreso pela coleção do Kallieno, ele não vai ser tão frio quanto esperamos, mas vamos ter “cachecóis” de pele e muitas saias. Casacos e vestidos com recortes que parecem latex ou couro vernizado (sem o release da marca, não consegui idenfiticar).

spfw-inverno-2016-Wagner-Kallieno

A Colcci não fechou a semana de moda mas lacrou com chave de ouro, dessa vez não tivemos Gisele Bündchen na passarela, mas a dupla Adriana Zucco e Jeziel Moraes não fez feio. Como o esperado, o jeans é o ponto forte da marca.

spfw-inverno-2016-colcci

Fotos: Charles Naseh | Chic

O Melhor do SPFW Verão 2016

spfw-verao-2016Esse ano o maior evento de moda da América Latina, o São Paulo Fashion Week teve um gostinho mega especial. Esse ano o evento comemora 20 anos e foi o escolhido pela nossa über, Gisele Bündchen, para realizar seu desfile de despedida das passarelas. Momento histórico para a moda e até mesmo para a marca Colcci que têm a modelo como garota propaganda por mais de 10 anos, não é momento de tristeza e sim de celebrações e homenagens. E falando em homenagem, o SPFW  homenageia o ❝ Fazer ❞. O fazer que constrói, inclui, inspira, educa e transforma. Nessa temporada de Verão além dos desfiles, o SPFW abrigou exposições e ações por toda a cidade, levando conteúdo de moda para todos. Agora compartilho o que achei de mais bacana no SPFW Verão 2016.

Pela terceira coleção consecutiva, a Animale apresentou um dos melhores desfiles do 1º Dia de SPFW. Assimetrias, vestidos com janelas abertas na altura da cintura e o branco como cor predominante. Vitorino Campos fez bom uso das fendas verticais.

spfw-verão-2016-Animale

Nesse mesmo dia tivemos os desfiles da Uma Raquel Davidowicz, PatBo, Cavalera e TNG, que também apresentou uma coleção que vai ser sucesso de vendas.

spfw-verão-2016-TNG

No 2º Dia de SPFW tivemos os desfiles da Paula RaiaOsklenPatrícia VieiraEllusÁgua de Coco por Liana ThomazLilly SartiSacadaJuliana Jabour e Triya. Foi um dia cheio de surpresas, tanto que escolhi 4 deles como os melhores! 🙂 A Osklen teve como inspiração os índios do Acre, os AshaninkaOskar soube utilizar os melhores elementos estético dessa cultura minimalista.

spfw-verão-2016-osklen

A Ellus, trouxe um desfile cheio de referências do Marrocos, amarrações, tapeçaria e as cores do deserto. Ficou uma linda coleção, #Adorei!

spfw-verão-2016-ellus

Já a Água de Coco, desenhada pela Liana Thomaz trouxe o que as mulheres estavam precisando para tomar um banho de praia em um resort. Muita elegância em peças feitas à mãos por artesãs de diversas comunidades do Ceará. Bingo para Liana!

spfw-verão-2016-agua-de-coco

Para fechar o 2º dia, a bela coleção da Juliana Jabour fez uma reileutra no verão dos anos de 1970. Peças leves e novas formas para batas e saias.

spfw-verão-2016-juliana-jabour

O 3º Dia de SPFW trouxe os desfiles de: Isabela CapetoReinaldo LourençoAlexandre HerchcovitchRonaldo FragaLolittaSalinasVitorino CamposJoão Pimenta e Colcci.
Bom, Reinaldo Lourenço dispensa apresentações. Simplesmente desconstruiu o smokings masculinos e transformou em roupa feminina, curta e jovem. #Adorei

spfw-verão-2016-reinaldo-lourenço
Mas o melhor do dia ficou à cargo da Colcci e a tão esperada despedida da Gisele Bündchen das passarelas. A über abriu o desfile com uma bata de rendas sobre um body negro de tiras finas e muito cruzadas nas costas que apareceu em muitos outros looks da coleção. Os jeans se mantém item forte da marca, mas achei a coleção masculino um pouco fantasioso, mas não deixou de ser lindo.

spfw-verão-2016-colcci-01spfw-verão-2016-colcci-02Chegamos ao 4º Dia de SPFW com os desfiles de Giuliana RomannoLino VillaventuraPatricia VieraAcquastudioLenny NiemeyerGIG CoutureTêca por Helô RochaIódice e Samuel Cirnansck.
Somente o talento e a inspiração de Lenny Niemeyer para conseguir transformar as clássicas fantasias de  carnaval: marinheiros, malandros, pierrôs… Em uma ótima coleção.

spfw-verão-2016-Lenny-Niemeyer

Samuel Cirnansck apresentou o desfile mais dramático da temporada, como sempre suas coleções são para as femme fatale, mulheres que não tem medo de ousar. Sua coleção foi inspirada nos anos de 1920, brilho, cordões, pedras, bordados e franjas.

spfw-verão-2016-samuel-cirnansck

O último dia de desfile ficou a cargo de FH por Fause HatenAfrica Africans ModaApartamento 03Gloria CoelhoAdriana DegreasWagner KallienoAmapô2nd Floor. Como de costume, Gloria Coelho apresenta uma linha mais esportiva e cheia  de classe, nada muito justo mas apresentando silhuetas.

spfw-verão-2016-gloria-coelho

Adriana Degreas trouxe do fundo do mar, seres estranhos e algas disformes. Barbatanas de tubarões, fragmentos de algas, espinhas de peixes toda a assimetria das profundezas serviu como inspiração para Adriana. Ficou diferente e ao mesmo tempo com cara de filme hollywoodiano, eu curti! 🙂

spfw-verão-2016-adriana-degreas

Para fechar a semana de moda, a 2nd Floor apresentou o que pouco dos seus colegas fizeram, uma coleção total verão, sem um pouco de cara de inverno. Thiago Marcon trouxe as cores e os tons que o verão precisa. Fechou o SPFW Verão 2016 com chave de ouro. #Arrasou!

spfw-verão-2016-2nd-floor

Fotos: Charles Naseh | Chic

O Melhor do SPFW Verão 2015

spfw-verão-2015Hoje chegamos ao último dia de SPFW, e dessa vez os grandes estilistas apresentarão suas coleções para o proximo verão. Sei que existem MILHÕES de Blogs que escrevem suas resenhas de cada desfile, optei por escrever o que achei de melhor. Depois quero que você me conte o que achou de bacana também. Let’s!? 🙂 Para abrir o Dia 1 do SPFW Verão 2015, tivemos os desfiles de: Animale, João Pimenta, Tufi DuekCavalera.

Não posso negar que o desfile do João Pimenta, um dos meus estilistas preferido, ficou a desejar. E Eduardo Pombal surpreender com peças super curtas pela Tufi Duek, o melhor do dia foi a Animale, com todos aqueles vestidos com transparência rendada, certeza vai ser o ❝ Must Have ❞ das mulheres nesse verão, assim como as peças de latex.

spfw-verão-2015-animaleNo segundo dia tivemos os desfiles de: Alexandre Herchcovitch (fem), Pat Pat’sPatricia MottaGiuliana RomannoVitorino CamposUma Raquel DavidowiczTriton.
Foi difícil escolher o melhor desse dia, a maioria dos estilistas estão fazendo bom uso do latex, jeans e do couro. A moda jovem vai estar bem representada pela Pat Pat’s, Triton e com alguns looks da UMA. Vitorino Campos não fez feio e apresentou uma coleção totalmente black, e ficou show! Mas quem acertou em cheio nessa temporada foi a estreante no SPFW, Giuliana Romanno, com uma coleção inspirada em Paraty e que apresentou muita textura à sua moda – amassados, transparentes, vinílicos e brilhantes.

spfw-verão-2015-Giuliana-Romanno

Quem fez bonito também nesse Dia 2, foi Alexandre Herchcovitch, tecidos modernos, cores vibrantes acompanhadas de jeans, latex ou vinil. Peças totalmente vendáveis e que podem agregar com outras já existem no closet das mulheres. Salve!

spfw-verão-2015-alexandre-Herchcovitch

O Dia 3 contou com um time grande de estilistas: Paula RaiaFH por Fause HatenGloria CoelhoRonaldo FragaLilly SartiÁgua de Coco por Liana ThomazAdriana Degreas e Colcci.
Ronaldo Fraga fez bom uso das formas e estéticas inspiradas em Candido Portinari, enquanto na FAAP, Fause Haten preparava suas modelos na frente dos convidados em pleno catwalk. Mas quem roubou a cena nesse dia foi a Gloria Coelho com suas cartela de cores para um verão fashion e leve. A maioria das peças eram sobrepostas por um tule preto, dando uma amenizada no vibrar das cores. Perfeito! E ainda tivemos vestidos em organza de babados, recortadas em plaquinhas, enfeitadas de cristais.

spfw-verão-2015-gloria-coelho

A estreante do dia, Lilly Sarti, também apresentou uma coleção poderosa! Peças em couro, os vestidos de crochê e as calças boca-de-sino chegam com tudo nesse verão 2015.

spfw-verão-2015-Lilly-Sarti

O BOOM! do terceiro dia, claro, ficou com a ColcciGisele Büdnchen poderosa, teve cia na passarela do top Sean O’Pry, com direito ao marido Tom Brady na plateia. A label mostrou que seu verão não vai ser feito apenas dos jeans, marca registrada da Colcci. Ele aparece em peças mais nobres. O que vêm com força são as estampas e os bordados florais em relevo. Com certeza, as peças apresentadas serão também o ❝ Must Have ❞ da estação.

spfw-verão-2015-colcci-01

spfw-verão-2015-colcci-02

No Dia 4 tivemos os desfiles de: Pedro Lourenço, Têca por Helo Rocha, Osklen, Movimento, Lolitta, Lino Villaventura e Forum.
Mais um dia que fiquei indeciso entre os melhores, e dessa vez os tops ficaram todos com suas coleções moda-praia. A Movimento com peças assinadas pelo stylist Dudu Bertholini, trouxe o melhor desfiles de beachwear, peças com uma pegada esportiva ou até mesmo futurista, bem estilo Kylie Minogue.

spfw-verão-2015-movimento

Lino Villaventura que sempre esbanja com seus vestidos de festa, veio nessa temporada com o pé no chão com uma coleção totalmente comercial e com corpo à mostra.  Bordados, nervurados e repuxados continuam em vestidos transparentes, mas o que gostei mesmo foram das jaquetas coloridas.

spfw-verão-2015-Lino-Villaventura

Dia 5, o último dia de SPFW, tivemos um time de guerreiros: Reinaldo Lourenço, Ellus, Wagner Kallieno, Amapô, Alexandre Herchcovitch (masc) e Samuel Cirnansck.
Sou super fã de Reinaldo Lourenço, e mais uma vez ele me surpreende em tornar Londres uma fonte de inspiração para a nossa temporada de verão e soube redesenhar com proeza o famoso trenchcoat, dando forma e estrutura. As cores vibrantes fazem parte da coleção.

spfw-verão-2015-reinaldo-lourenço

Wagner Kallieno trouxe rendas da comunidade de Caicó, tendo o sol do Nordeste como referência. Fez bom uso do linho e bordados de madeira, deixando algumas peças com aspecto inacabado. As mulheres vão estar chic no verão Kallieno.

spfw-verão-2015-Wagner-Kallieno

Um salve para a coleção masculina do Alexandre Herchcovitch e para  moda praia da Amapô! Arrasaram…

Fotos: Charles Naseh | Chic 

SPFW Verão 2013 – Dia 1

Chegamos à 33ª edição do SPFW… Dessa vez os designers/estilistas vão apresentar sua visão para o verão 2012/2013. Se você tiver oportunidade de ir até a Bienal e conferir a cenografia, o prédio ganhou um conteúdo exclusivo e assinado por Marcelo Rosenbaum. Você poderá conferir imagens feitas no povoado de Várzea Queimada, Piauí, além de diversas peças desenvolvidas pela comunidade.

Quem abriu o primeiro dia de desfile foi a label Animale com looks inspirados na Africa. Desde a última Copa do Mundo o continente vêm sido tema de diversas coleções. A marca soube usar de uma forma refinada as estampas já “esgotadas” de animal print, e não abusou das cores vibrantes que são costumeiras na terra do Waka Waka. A seda e a transparência marcaram a coleção que abriu luxuosamente o SPFW. Estilista: Chiara Gadaleta.

O cantor e performance, Boy George, foi o tema da coleção feminina do estilista Alexandre Herchcovitch que fez bastante uso do xadrezes, clutches e patch em looks que muitas vezes parece ser uma ironia aos tempo de crise que a moda brasileira vêm passando. Muitas das silhuetas são largas e macro/máxi em tecidos de cetins e sedas… Alguns dos acessórios são os cocos coloridos by Stephen Jones, chapeleiro do próprio Boy George. Eu, sinceramente não gostei de muita coisa.

Eduardo Pombal acertou em cheio nessa nova coleção da label Tufi Duek, o estilista seguiu uma linha tênue entre global e regional, chic e esportivo. Na última estação a marca usou as tramas indígenas, nesse verão foi a renda tipo laise, bordada com lantejoulas. Na cartela de cores o branco e verde-limão bem clarinho, conduziu boa parte do desfile, o preto, rosa e verde militar fizeram presença também.

Ao som da poderosa voz de Paula Lima, o desfile de verão de FH por Fause Haten mostra uma coleção de festa inicialmente inspirada nas Divas e nas Night Discos. Abusou do trabalho manual de fitas coloridas em vestidos longos e curtos e não causou boa impressão (lembrando que são vestidos de gala e tapete vermelho).

Dia desses entrei na Triton e procurei uma roupa bacana… Os jeans são maravilhoso, mas a camiseta “bacana” não encontrei. O mesmo aconteceu nessa última coleção de Verão da marca, não gostei de quase nada. Karen Fuke fez um ótimo trabalho de estamparia, para quem gosta, quem não curte muito vai achar tudo um monte de traços arquitetônicos e cortes sobrepostos. A coleção vai ganhando forma quando começa a parte “rosa” da coleção, spencerzinho com calça ou a interessante parka-quimono.

Fotos: Charles Naseh | Chic