SPFW Verão 2013 – Dia 5

Quando dizem que todo rei nunca perde a majestade podemos incluir Reinaldo Lourenço nessa lista. Novamente apresentando seu desfile na FAAP, nessa temporada o estilista trouxe apenas um comprimento em seus looks, supercuto, nada de calças e shorts. Apenas saia com top e vestidos em diversos materiais em tecidos híbridos e sofisticados. Como sempre, muito bem estruturado, coleção bem amarrada. Show!

Já pensou em trocar seu vestido de noite, ou até mesmo sua saia por uma calça e um top? Essa é a ideia proposta por Rodrigo Rosner para sua moda festa… Em alguns looks ele não foi muito feliz, ficaram muitos exagerados, cheio de informação aonde poderia ser minimalista.

Coleção com tecidos nobres e tecnológicos tendo como tema “Mais amor para o mundo. Nós damos amor para a roupas e as roupas dão amor para a gente“. Foi dessa maneira que Gloria Coelho pensou em seu público final, consumidora de sua marca. Não fez abuso de cores, em sua cartela: preto, branco e tons in between (couro vermelho e um plástico rosa).

Se amor era um pedido na coleção feminina de Alexandre Herchcovitch, na masculina a coisa é guerra. Impossível pensar em dualidade de sexos mais direta – as meninas querem corações, os boys preferem brincar de lutinha. Engraçado pensar que Alexandre, que desfila em Nova York e tem uma ligação criativa e comercial com Tóquio, sinaliza aqui Pearl Harbor e a pendenga de americanos versus japoneses em pleno Hawaii nos anos 1940.

Essa história é mera desculpa estilística para entrar nas duas influências maiores deste verão masculino brasileiro: militares e surfistas, num mix de alfaiataria esportiva e leve.” fonte: Chic.com.br

Lino Villaventura fez o mesmo que seus colegas, Reinaldo Lourenço e Gloria Coelho, reinventaram-se de forma simples. Os looks não deixam de ser uma re-leitura do que já foi mostrado em outrora. Será que vai ser comercial as calças masculinas com transparência na região da virilha? Vamos esperar o verão para ver.

Fotos: Charles Naseh | Chic

SPFW Verão 2013 – Dia 4

O dia começou cinzento nesse 4º dia de SPFW, o oposto do que as coleções de verão estão mostrando. E para abrir esse dia ninguém melhor que Dudu Bertolini e Rita Comparato pela Neon. Toda irreverência da marca, suas estampas, lenços, caftãs e xales estão presente. O tema desse verão é o Gypsetters e a label apresentou sua coleção em céu aberto no próprio parque do Ibirapuera.

Continuo sempre sem palavras para João Pimenta, desde suas coleções apresentadas na Casa De Criadores. O tema desse verão é a Folia de Reis, festa religiosa portuguesa. João deixou de lado um pouco as saias masculinas (têm um ou outra) e investiu na alfaiataria seca e justa ao corpo. Coleção bem amarrada, um salva para ele novamente.

Juliana Jabour cresceu, diversificou sua marca e apresentou uma coleção totalmente urbana com looks mais curtos e que aparecem em tecidos variados.

O mais minimalista e tecnológico dos estilistas a desfilar no SPFW, o curitibano Jefferson Kulig quer, no verão 2013, aquecer seus sempre gelados looks com camadas de tecidos de texturas diferentes…” fonte: Chic.com.br

A marca que mais vende dentro do SPFW, a Colcci, chega nesse verão com mais tendências. Uma delas a Collage (se liga pois você vai ouvir muito sobre), o fluo, tons pastel, cropped tops, estampados, plastificados, tachas, paisley e gravatarias, transparências, esta tudo lá!

A Osklen resolveu relaxar nessa coleção de verão. As peças que parecem feitas de palha trançada são na verdade confeccionadas em tear artesanal de seda. O resto da coleção esta bastante primorosa e ricas de detalhes. Primeira vez que gosto de todos os looks da coleção da Osklen, fecharam o 4º dia com chave de ouro.

Fotos: Charles Naseh | Chic

SPFW Verão 2013 – Dia 3

Quando o assunto é moda praia a marca Água de Coco assinada por Liana Thomaz não era. Nessa coleção as cores predominates foram o branco sujo, marfim e o dourado. Nessa temporada de Verão, a label teve como inspiração a Turquia só não levando em concideração os minúsculos maiôs, estilo bem brasileiro, mas para não perder o glamour da marca os tops eram grandes. Liana usou muito sintético como sua materia prima e trabalhou com ele de diversas formas: tramas e tranças, incluindo uma que imita palha.

Sempre pensando na mulher urbana e intelectual, a Uma, trouxe para sua coleção de verão o que sempre foi esperado pela marca, roupas confortáveis, calças largas, saia-calça, vestidos longos sem manga e curtos assimétricos. Por ser uma coleção como eu já havia dito, urbana, as cores predomintantes são o Preto, Branco e Azul. Estilista: Raquel Davidowicz.

Com a coleção inspirada na Bahia, Adriana Degreas mostrou sua versão para os hits que vão ser a coqueluche desse verão: tramas, metalizados & sedas. Tudo muito elegante e com a cara do nosso Brasil.

Com a pláteia cheia de globais a marca Forum volta ao SPFW após 6 anos de ausência. Nesse debut a label deixou o minimalismo de lado e trouxe uma coleção cheia de estampas e texturas. Os poucos jeans com recorte de tecido costurado dava a impressão de pinceladas de tinta. Não gostei muito do que foi apresentado, mas as boas-vindas da Forum tá valendo!

Fotos: Charles Naseh | Chic